O Dia do Fim do Mundo em Casco de Rolha

Segundo Mestre Toninho Chafardanas este foi avisado em sonhos que o fim do mundo em Casco de Rolha aconteceria "perente" o dia de ontem. Como o povo casco rolhense é bastante supersticioso acreditou nesta suposta professia de Mestre Toninho Chafardanas. Como supostamente o dia 21 seria o fim do mundo os casco rolhenses festejaram forte e mente. Houveram altas tainadas e foguetainas.
Tio Xico ficou um mãos largas dando jantaradas aos casco rolhenses e oferecendo uma boa pinga, secou o seu depósito de pinga. O piquete de caça à multa da Moina de Casco de Rolha para além de não passar multas andou no picanço na Reta da Venda do Presunto. O gangue das Zundapps fez uma alta troca de tiros de pólvora seca entre si. O gangue das Casais andou na estona nas suas Casais CBR 1000 RS Boss estampando-se algumas contra a "Benere" de Vilha Velha da Moina que também andou desenfriada a sacar peões e a "botar esticadelas" às mudanças de prego a fundo. Houveram ainda grandes salvas de farpas venenosas sem que o Grupo de Operações Especiais de Defesa de Farpas Radioativas reagisse. Madre Tininha do Sagrado Coração da Moina desertou com General Biclas para parte incerta. Pensa-se que foram esgalhar uns pessegueiros com a moto-serra de General Biclas a casa de uma tia de General Biclas.
"Perente" o dia de hoje, quando acordaram do festão do dia anterior repararam que não tinha acabado o mundo pois estava tudo fudido como quando tinham adormecido. Quando a moina foi fazer uma ronda para averiguar o rescaldo do festão constatou que "efequetibamente" ocorreu o fim do mundo para um moço do gangue das Zundapps que levou com um chumbo verdadeiro e dois moços do Gangue das Casais que se estamparam contra o carro da Agência de Viagens em Estojo de Pinho de Sadam o Cangalheiro.
Este dia será um dia a recordar no futuro por todos os casco rolhenses excepto por aqueles que se lhe arrefeceu o céu da boca.
Enviar um comentário