Crónicas do Manel Garganta - A Reza das Terriolas

Ao fim de muito tempo e outro tanto quanto voltei a escrever uma crónica desta vez sobre uma sabedoria popular antiga das gentes de Casco de Rolha. Casco de Rolha sempre foi uma terra saloia de grande sabedoria do seu próprio povo de gema de raiz.
Nesta crónica vou relembrar uma velha reza sobre algumas terras vizinhas de Casco de Rolha pelos próprios casco rolhenses na pessoa deles próprios. Para recolher esta reza tive ajuda de uma velha anciã de Casco de Rolha, Seralice Carequinha. Segundo Seralice Carequinha esta reza das terriolas remonta ao tempo muito antigo sendo mesmo do tempo antes do arroz de quinze. A reza, reza o seguinte:
"Burcha vai ao cu e puxa,
Caralhos os de Caralhais,
Paneleiros os da Bicha,
Farpões os de Vilar de Farpas,
Casco de Rolha tudo numa nights,
Pentilheiras as da Testeira,
Cabrões os de Bidões,
Vacas Bravas as de Corno Manso,
E pingões os de Santa Pinga."
Segundo Seralice Carequinha esta reza passa de geração em geração de filhos para pais, tal como a sua avó passou para ela e ela para a sua mãe e a sua mãe para a sua filha.

Enviar um comentário