Selarice da Capota - A Viva Morta de Casco de Rolha

Casco de Rolha tem a primeira aparição no mundo de vivos mortos. Esta aparição foi protagonizada por Selarice da Capota. Atenção não confundir com mortos vivos, são coisas diferentes é como comparar o cu com as calças.
Os mortos vivos já estão mais para lá que para cá e estão mortos mas ainda andam todos atrofiados da moleirinha. Os vivos mortos estão bem vivinhos mas estão na ideia que se lhes arrefeceu o céu da boca.
Selarice da Capota sai às cinco da matina desenfreada porta fora a bater contra tudo e contra todos a gritar que está morta e que quer vestir o fato de pinho. Foi directamente à Agência de Viagens em Estojo de Pinho de Sadam "O Cangalheiro". Como estava fechado e ela estava na ideia que se lhe tinha arrefecido o céu da boca tentou arrombar a porta à cabeçada caindo logo redonda no chão.
Ao local para proceder ao seu socorro deslocou-se uma "chimaca" dos "Vomveirios" Voluntários de Casco de Rolha e a "Benere" de Caso de Rolha, na sua primeira ocorrência como "Benere" de Casco de Rolha.
Chegada ao Hospital de Nossa Senhora dos Tremoços é lhe dado um bagaço para anestesiar e chamada a costureira de serviço para proceder à aplicação dos pontos. Após estes primeiros socorros foi levada para o osteocornata para detectar qual a sua anomalia na caixa córnea.
Após análise intensiva o osteocornata concluiu a seguinte conclusão concluida: Selarice da Capota foi vítima de uma gipose e de noite a pinga pus-la a sonhar e fiz com que se levantasse da cama e gritou que estava morta.
Selarice da Capota após lhe passar o efeito da gipose e acordar veio a si e perguntou como é que ficou com os cornos todos fudidos.
Enviar um comentário