Caça Zundapp RS18 Aterra de Emergência no Aeroporto Internacional de Casco de Rolha

Na tarde do dia de ontem aterrou de emergência no Aeroporto Internacional de Casco de Rolha um Caça Zundapp RS18 das Forças Armadas e Desarmadas da República Nasseira dos Estados Unidos de Casco de Rolha. A transviatura aérea de combate encontrava-se a "infequetuar" um treino de combate de rotina quando foi abalroado por um magote de rolas comando que estavam a tirar a recruta. O piloto para não causar danos de "mauor" nos seus companheiros de combate de duas asas dá um puxão e sobe de "guizo" não se apercebendo que mais acima iam os três falcões da companhia. Um dos falcões desenfaixou-se num dos motores do Caça Zundapp RS18. Deste embate aéreo resultou o arrefecimento do céu da boca do dito falcão o sargento da companhia.
Apenas com um motor o piloto é obrigado a abortar o treino e regressar de emergência ao Aeroporto Internacional de Casco de Rolha. Pelo caminho ainda tentou aterrar no Porta Aviões de Casco Baixo a Remos da Marinha de Rega mas sem sucesso.
Mas esta aventura não terminará por aqui! O piloto consegue aterrar meio de zorro mas no sítio onde aterrou tinha um monte de bosta de "caderniz" que faz com que o Caça Zundapp RS18 escorregasse e ganhasse velocidade. Só não aconteceu o pior graças ao "kit-unhas" do piloto que fiz dois rasos a um avião que estava estacionado e outro que se preparava para "alevantar".
A Força Aéra já anunciou publicamente que lamenta a perda do falcão da Companhia de Rolas Comando e enviou as respectivas condolências à família da vítima de arrefecimento do céu da boca. Anunciou ainda que o falcão terá um funeral com honras militares e será condecorado pelos serviços prestados às Forças Armadas e Desarmadas da República Nasseira dos Estados Unidos de Casco de Rolha.
Enviar um comentário